Por Maioria, os associados presentes elegeram os órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis. No essencial trata-se de uma reeleição, já que, com pequenas alterações, são praticamente os mesmos elementos do mandato anterior.

O Prof. António Almeida Gomes, reconduzido na presidência da direcção, afirmou que apesar de a lista ser única e ter sido entregue no prazo limite permitido pelos estatutos, pauta-se pela honestidade, transparência, espírito de solidariedade e dedicação de todos os seus elementos. Tem como grande objectivo terminar a obra já começada e tornar esta associação cada vez mais uma referência para os Oliveirenses.

O acto eleitoral decorreu em bom ritmo, de forma organizada. Dos 51 votantes que exerceram o seu direito, 38 votaram na única lista candidata, registando-se ainda seis votos nulos e sete em branco.

Terminada votação, o Prof. José Godinho, deixou uma mensagem de força e coragem aos membros eleitos, pedindo que façam, desta instituição, um dos baluartes da cidade de Oliveira de Azeméis.

Sócio Benemérito e Sócios Honorários

Os associados aprovaram ainda a proposta de diversas personalidades para sócios beneméritos e sócios honorários. António Gomes, propôs Rui Paulo Fernandes Rodrigues para sócio Benemérito, e ainda para Sócios Honorários o Comendador Ângelo Silva Azevedo, Dr. Luís Marques Mendes, Dr. José Miguel Abreu Figueiredo Medeiros e o Dr. Duarte Nuno Silva Quintão Caldeira, ambos por unanimidade e estes últimos ainda por aclamação.

Durante a assembleia ficou ainda patente o descontentamento do Presidente da Direcção, em relação às políticas adoptadas por este Governo, que, no seu entender, em nada têm contribuído para o bom funcionamento das associações, pondo em causa a sobrevivência das mesmas. Afirmou mesmo que a ajuda directa às pessoas nunca seria posta em causa, mas já não pode garantir o mesmo em relação a outros serviços. Mostrou ainda o seu desagrado, em relação ao trabalho desenvolvido pela comunicação social, pois esta privilegia outros assuntos de interesse, não dando importância devida aos soldados da paz.

O Prof. José Godinho interveio e colocou um pouco de água na fervura, dizendo que “não estamos em crise, mas sim numa fase de restruturação da economia.”

Contas Aprovadas por Unanimidade

Já em reunião da assembleia geral ordinária, os associados aprovaram por unanimidade o relatório e contas da direcção. O Conselho Fiscal é perentório ao afirmar que “após a apreciação global do relatório de gestão da direcção, pensamos que a Associação mantém o rigor e equilíbrio em todas as vertentes, necessárias a uma boa gestão”.

Assembleia Geral

Presidente: Prof. José Maria Godinho de Sousa

Vice-Presidente: Dr. Carlos Manuel Afonso Bastos Oliveira

1º Secretário: Dulcídio Almeida Pinho Costa

2º Secretário: Carlos Jesus Pinho Almeida

Conselho Fiscal

Presidente: David Figueiredo Velhas

Vice-Presidente: Manuel José Martins Pires

Secretário-relator: Dr. Ricardo Freitas P. Costa Pinheiro

Direcção

Presidente: Prof. António Almeida Gomes

Vice-Presidente: João Manuel Godinho de Sousa

1º Tesoureiro: José Pina

2º Tesoureiro: Manuel Joaquim Silva Tavares

1º Secretário: Moisés Pereira Santos

2º Secretário: Sérgio Alexandre S. Albergaria Neves Correia

Vogais: Engº António Pereira Santos, José Rodrigues dos Santos e Murilo Gama Pinto

Suplentes: Engº José Manuel Castro Pinto, Carlos Manuel Godinho de Sousa e Victor Manuel Cardoso Lima

(Miguel Fernandes – A Voz de Azeméis, 05 de Abril de 2012)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *