O passado dia 15 de Dezembro foi, tal como nos anos transactos, dia de reunião, e união à mesa, da família dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis, em mais uma Ceia de Natal.

Tal como vem sendo hábito, a Ceia de Natal, serviu também para entregar os Troféus do Bombeiro do Ano, todavia, este ano serviu também para que, o Pai Natal pudesse distribuir os presentes aos filhos dos nossos Bombeiros.

Este ano, a festa começou relativamente mais cedo, mais precisamente por volta das 18 horas. Foi o momento de Bênção de uma nova Ambulância (ABTM). Esta nova ambulância veio ajudar na sobrecarga de trabalho que todas as outras viaturas deste género têm.

Por sua vez, às 20 horas, iniciou-se a Ceia de Natal. Este ano contamos uma vez mais, com a animação do músico oliveirense João Carlos. Ainda antes do bailarico, podemos contar com momentos de representação e dança, interpretados pela turma A da Escola De Infantes, pela Escola de Estagiários e pelo Quadro Activo. A peça que os elementos do Quadro Activo apresentaram, chamada “O Natal dos nossos tempos”, serviu para preparar a chegada do Pai Natal e para este fazer a entrega dos presentes aos mais pequenos.

Relativamente aos troféus do Bombeiro do ano, o principal destaque vai para o Bombeiro de 2ª Hélder Correia que, foi eleito pelos restantes bombeiros como o Bombeiro do Ano. Os restantes prémios foram: João Jardim (chefe); Manuel Santos (sub-chefe); Odete Santos (bombeiro de 1ª); Daniel Barbosa (bombeiro de 2ª) Ricardo Reis (bombeiro de 3ª) e Daniel Carvalho (funcionário). Note-se que, estes últimos prémios referem-se aos elementos que mais serviços operacionais fazem dentro de cada uma das categorias.

Já no dia 22, houve lugar há tradicional entrega dos Lotes de Natal por todos os elementos dos diferentes quadros do nosso Corpo de Bombeiros. Estes Lotes de Natal são o fruto da campanha do Natal do Bombeiro que começou no passado dia 03 de Novembro e durante todos os fins-de-semana até 23 de Dezembro, os nossos Bombeiros percorreram todas as freguesias do nosso Concelho e recolheram as ofertas que de bom grado a população lhes dava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *